Memória e Alzheimer

Doença de Alzheimer

A Demência Fronto-Temporal é uma forma diferente de demência, que pode começar com os mesmos sintomas de Alzheimer (esquecimento), mas costuma vir acompanhada de muito mais alteração de comportamento, agressividade.

O diagnóstico é feito pela avaliação clínica associada a uma imagem do cérebro (pode ser uma Tomografia ou uma Ressonância) que mostra mais atrofia (diminuição) da parte da frente (frontal) do cérebro.

O tratamento da Demência Fronto-Temporal é parecido com o da doença de Alzheimer, isto é, cuidado da saúde, alguns remédios, mas muitas vezes estes pacientes melhoram mais com remédios chamados antipsicóticos (por exemplo a Olanzapina).

 

Perguntas e Respostas sobre tratamento de Demência Fronto-Temporal

Doença de Alzheimer

Doença de Alzheimer, Demência Vascular ou Arteriosclerose, Demência de Lewy e Demência de Pick não curam, mas quanto mais cedo o tratamento começar, melhor.

Dá para atrasar a perda de memória em vários anos. Achar "que é coisa da idade" não ajuda nada.

Não se esqueça que se um paciente começa a apresentar Depressão ou Psicose de difícil tratamento depois dos 60 anos, pode ser um início de Alzheimer.

Leia mais...

Falta de memória em jovens

Essa é uma pergunta que ouvimos de pessoas de 30, 40, 50 anos sem nenhuma doença neurológica.

Certamente não é Alzheimer!

Provavelmente você tem um estilo de vida onde passa o dia todo sem um minuto de descanso para seu cérebro. Antes de dormir, consulta o smartphone, se acordar de madrugada, dá uma olhada se recebeu algum whatsapp ou se teu Facebook  tem um post importantíssimo.

A primeira coisa que você faz de manhã é checar o telefone.

Mais a correria do trabalho, etc.

Quase sempre a memória e concentração estão fracas não por uma doença, mas sim por excesso de estímulos.

Então, se você sente que a memória e concentração estão falhando, leia a página sobre perda de memória em jovens.