Aos 82 anos, vária doenças podem causar confusão mental.

Doenças que causam confusão mental

Pergunta:

Boa noite Dr., minha mãe tem 86 anos, teve infarto e AVC há 10 anos e de lá pra cá ela está muito depressiva já tomou muitos remédios antidepressivos indicado pelos psiquiatras ela até teve melhoras mas ultimamente nada mais faz efeito, ela passa o dia angustiada e inquieta, não consegue ficar deitada nem sentada está sempre inquieta, à noite levanta várias vezes, deita e já levanta.

Há duas semanas ela está tomando Ludiomil, Socian e Lorax 1 mg mas não dorme. Hoje ela fez exame de sangue e a Prolactina está 121, muito alta.

De janeiro para cá ela já tomou Pristiq 100 mg, Socian 50 mg, Brintellix 10 mg, Valdoxan 25 mg, Zider 10 mg, Zopix 2,5 mg, Akineton 2mg.

Todos esses remédios não faziam efeito e foram substituídos pelas doses citadas acimas. Dê-me uma luz Dr 

Resposta:

Gostaríamos de poder ajudar com uma sugestão de tratamento, mas pela Internet é impossível, ainda mais numa sra. de 86 anos, que pode ter outros problemas clínicos concomitantes.

O ideal seria ela procurar um Psiquiatra especializado em idosos, mas não conheço ninguém em sua cidade.

 

Pergunta:

Minha mãe esta com 91 anos, esta tomando Quet (Quetiapina) 50 mg. Não dorme muito e continua agitada. Pela manhã toma Donila (Donezepila, Eranz) 5 mg.

Posso aumentar mais meio comprimido? Que reação pode ter?

Resposta:

Infelizmente não posso opinar com esses dados, ainda mais numa sra de 92 anos que deve ser bastante frágil.

Sugiro uma avaliação com a Dra. Paula Nunes.

 

Pergunta: 

Meu pai, que sempre foi tranquilo e reservado está com 82 anos de idade, e segundo um cardiologista e um urologista aos quais faz visitas periódicas ele está bem. Há 18 meses minha mãe faleceu e veio a depressão.

Com o tempo veio a melhora, mas ele se tornou mais emotivo, e certos aborrecimentos provocados pela filha estressada, que mora com ele os deixam perturbado, a ponto de perder o sono, o que provoca pesadelos e até visão acordado no escuro do quarto.

Sei que a insônia, em qualquer ser humano é desastrosa para o cérebro, por isso acho até normal as queixas de meu pai.

Porém, palpiteiros estão falando em psicose e até lhe deram Haldol.

Quando vi aquele homem, que sempre foi tranquilo dopado por Haldol, virei a mesa.

Quando ele se aborrece, fica nervoso e não dorme. Isso é psicose?

Seria bom uma visita a um neurologista?

Haldol não é droga receitada somente por psiquiatras e para coisas mais sérias?

Resposta:

Neurologistas, Psiquiatras, Geriatras, Cardiologistas, etc. podem dar Haldol em doses bem baixas para pessoas na idade dele. Mas “palpiteiros” não!

Se ele está dopado, o Haldol ou a dose de Haldol são inadequados para ele.

Se ele está sofrendo de uma Psicose, não dá para afirmar por esse seu relato.

De qualquer modo, preste atenção, porque depressão ou Psicose na idade dele, quando nunca teve nenhum episódio anterior na vida, podem significar um início de um processo degenerativo cerebral do tipo Alzheimer.

Lembre-se também que aos 82 anos, vária doenças podem causar confusão mental:

  • Anemia

  • Hipotireoidismo

  • Infecção urinária

  • Hiponatremia (perda de Sódio)

  • Etc.

 

Pergunta:

Minha mãe, de 74 anos, está apresentando falhas na memória recente causada por uma Depressão (quadro leve). Ou é um início de Alzheimer que a está deprimindo?

Resposta:

O Psiquiatra que trata a Depressão dela deve ter feito testes de memória como Mini Mental State, Desenho do Relógio, Contagem de Animais e outros testes simples que se faz durante a consulta para investigar perda de memória de origem orgânica (Doença de Alzheimer, por exemplo).

 

 

Pergunta:

Minha mãe tem 77 anos e ficou viúva há quase 1 ano, depois de 52 anos de casamento. Teve sintomas de Depressão depois da morte do meu pai e esporadicamente tem crises de choro.

Há 2 meses começou a ter dificuldades para se vestir (coloca às vezes uma roupa sobre a outra), tomar banho, escovar os dentes, etc...

Foi feita uma Tomografia que resultou nas conclusões: Arteriosclerose, Doença Vascular da Substância Branca; Dilatação Ventricular; Alargamento de Cisternas e Sulcos.

Resposta:

Mais um caso onde vemos que uma Depressão de início tardio pode ser prenúncio de alguma Demência, como por exemplo Arteriosclerose ou Demência Vascular ou Mal de Alzheimer.