Efeitos colaterais e tratamento com Amitriptilina, Tryptanol, Amytril

Amitriptilina, Tryptanol, Amytril

Pergunta:

Olá Doutor boa tarde, minha médica me receitou Amitriptilina 25 mg á noite e Escitalopram pela manhã, estou sentindo muito sono, fadiga, um pouco de náusea e desânimo.

Devido à sonolência estou muito aérea, é normal a combinação desses dois medicamentos?

Estou meio em dúvida, a Clínica Geral do SUS me passou as medicações devido a um quadro depressão.

Resposta:

Esses efeitos colaterais são provavelmente da Amitriptilina e irão passar em poucos dias. Mas não tenho como avaliar se você precisa tratar sua Depressão com Escitalopram mais Amitriptilina.

 

Pergunta:

Tomo Amitriptilina 25 mg por dia há dois anos e meio sempre a mesma dose. Também tomei Fluoxetina 20 mg até janeiro deste ano, quando o médico tirou a Fluoxetina e colocou Escitalopram 10 mg.

Mas não me sinto bem, parece uma recaída, tontura, ansiedade e falta de apetite. O que deve ser? Aumentar a dose da Amitriptilina é uma boa sugestão? Ou voltar para a Fluoxetina? Obrigada desde já.

Resposta:

Seria interessante você ter escrito porque toma Amitriptilina, ou seja para tratar o que?

Além disso não ficou claro se você tomou Amitriptilina mais de 2 anos e ela estava te deixando bem ou não.

Se a Amitriptilina estava te deixando bem sem efeitos colaterais desagradáveis, porque trocou?

Ainda mais por dois medicamentos de mecanismo de ação completamente diferentes da Amitriptilina mas parecidos entre si (Fluoxetina e Escitalopram).

A Amitriptilina pode ser tomada até bem mais de 150 mg por dia, desde que não provoque os colaterais mais frequentes em dose alta, que são boca seca, intestino preso e ganho de peso.

 

Pergunta:

Gostaria de saber se realmente a Amitriptilina e de maneira geral os Antidepressivos Tricíclicos fazem mal ao coração, se existe uma dose de segurança e o tempo máximo que uma pessoa pode fazer uso destes medicamentos.

Resposta:

De uma maneira geral a Amitriptilina (Amytril, Protanol, Tryptanol) e os demais Antidepressivos Tricíclicos não fazem mal ao coração, a não ser que exista bloqueio de ramo. Se não fossem seguros não seriam usados no mundo inteiro há tantas décadas. Mas não custa nada fazer um exame cardiológico de vez em quando.

 

Pergunta:

Olá, há dez anos faço uso de Limbitrol para Depressão, tomo uma cápsula a cada 3 dias. Porém meu médico se aposentou e a médica que passou a me atender disse que a medicação é ultrapassada e que essa dose é como se eu não tomasse nada.

Com isso estou insegura e queria saber a opinião de um profissional, pois a medicação está acabando e a médica me aconselhou a tomar Rivotril 0,5 mg e eu acho que neste caso devo optar por não tomar nada.

Resposta:

Limbitrol não se usa mais, é verdade, mas não porque era ultrapassado, mas porque ele tinha uma mistura de dose subterapêutica do Antidepressivo Amitriptilina e do Ansiolítico Bromazepam (Lexotan, Somalium).

No final quem funcionava era o Ansiolítico. E um comprimido cada 3 dias é praticamente nada mesmo. Agora, se você precisa ou não de outro remédio, não tenho como afirmar.

 

Pergunta:

Fiz tratamento de Enxaqueca com a Amitriptilina por um ano. Parei de tomar o medicamento por conta própria pois minha Neurologista sumiu.

Não parei de uma vez só mas vim diminuindo aos poucos a dosagem, de meio em meio comprimido (tomava 3 comprimidos de 25 mg).

Depois de alguns dias comecei a sentir novamente dores de cabeça, mal estar, moleza no corpo, coração acelerado de madrugada, tremores nas mãos e enjoos.

Isso pode ser a falta do medicamento no meu organismo e estou com crises de abstinência?

Resposta:

Amitriptilina não costuma provocar muita abstinência não, ainda mais que você parou aos poucos. Não é tua Enxaqueca voltando? Ou será que a Amitriptilina também te melhorava a Ansiedade e ela voltou?

 

Pergunta

Dr. Rubens Pitliuk, estou tomando Amytril 25 mg há 5 dias e sinto zumbido alto e tonturas, será que é pelo remédio?

Fui diagnosticada com Depressão, TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada) e Síndrome do Pânico por causa desses zumbidos e tonturas.

Resposta:

O Amytril (Amitriptilina, Protanol, o antigo Tryptanol) não costuma provocar nem zumbido nem tonturas.

Mas ansiedade forte pode provocar tudo isso sim.

 

Pergunta

Tomei Amitriptilina 25 mg 2x/dia por 3 meses, pois estava apresentando vista embaçada, tontura, vertigens, procurei médicos de todas as especialidades até procurar um Psiquiatra, porém com 3 meses de tratamento descobri que estou grávida e tive que parar bruscamente com a medicação.

Agora, após 1 mês estou com a sensação de vista embaçada, uma sensibilidade terrível à luz, tonturas e indisposição, esses sintomas são da ausência do remédio? Todos os meus exames dão normal.

Resposta:

É extremamente raro a Amitriptilina (Tryptanol, Amytril) provocar abstinência, ainda mais depois de apenas 3 meses de tratamento.

 

Pergunta:

Meu médico receitou Limbitrol, 2 comprimidos ao dia e as dores da Fibromialgia continuaram. Depois um mês ele aumentou para três comprimidos, o que ocasionou uma melhora quase total mas, com uma semana usando os três comprimidos tive arritmias fortíssimas constatadas por ECG (Eletrocardiograma) feito num hospital.

Meu médico mudou para Tryptanol, um comprimido, que estou usando há uma semana.

Pergunto: o Tryptanol poderá causar os mesmos efeitos colaterais (arritmias)?

Se isso voltar a acontecer, existe outra forma de tratar a Fibromialgia? Devo informar que não possuo nenhuma doença cardíaca. A arritmia foi causada realmente pelo remédio.

Resposta:

Se a arritmia foi mesmo provocada do Limbitrol, a resposta é sim, pois o componente do Limbitrol que pode tê-la provocado é exatamente o Tryptanol (Amitriptilina), e não o componente Bromazepam (Lexotan).

Por outro lado, a Amitriptilina não é a única opção de tratamento de Fibromialgia.

 

Pergunta:

Há três anos me trato com a Amitriptilina (Antidepressivo Tricíclico) e me submeto aos desagradáveis efeitos colaterais.

Ouvi boas recomendações sobre a Fluoxetina, que possui menos efeitos colaterais. Pergunto: qual dos dois remédios é o melhor? A longo prazo qual do dois poderiam trazer a cura com menos prejuízo para o organismo? Seria recomendado eu mudar para a Fluoxetina?

Resposta:

Amitriptilina (Tryptanol, Amytril) e Prozac (Fluoxetina, Verotina, Eufor, Daforin) têm mecanismos de ação completamente diferentes, não dá para comparar os dois.

Existem outros Antidepressivos com perfil farmacológico mais parecido com a Amitriptilina e com muito menos efeitos colaterais, como por exemplo Pamelor (Nortriptilina), Cymbalta (Duloxetina, Velija, Cymbi), Efexor (Venlafaxina, Venlift OD, Alenthus XR) etc.

Mas isso não quer dizer que o Prozac não funcionaria.